Assim ficará conjunto de habitação popular no terreno da antiga Usina de Asfalto


A Secretaria de Estado da Habitação divulgou com detalhes nesta terça-feira (26/10/21) à imprensa a informação que Barra News já tornou pública na semana passada, inclusive com uma entrevista com o secretário estadual Flavio Amary, titular daquela pasta.

Ou seja, foram iniciadas neste mês de outubro as obras de construção de quatro torres residenciais, com 417 apartamentos, em terreno de 14,7 mil m² cedido pela Prefeitura Municipal de São Paulo, no bairro da Barra Funda.

Uma montagem fotográfica feita em computador e distribuída pela assessoria de imprensa da Secretaria da Habitação (ver acima) mostra como vai ficar o empreendimento depois de concluído.  

As 417 habitações populares estão sendo erguidas na rua do Bosque, 1.088, em uma área ocupada pela antiga Usina de Asfalto da Barra Funda.

O início da construção das unidades foi precedido por um completo processo de descontaminação ambiental do terreno, realizado pela concessionária PPP Habitacional Lote 1 S/A, contratada pelo Estado.

Serão oferecidos apartamentos de 1, 2 e 3 dormitórios, com metragens que variam de 40,99 a 66 m² de área útil. Os apartamentos atenderão famílias ou indivíduos com renda bruta mensal entre R$ 1.108,38 e R$ 5.724,00, que residem no município, trabalham na região central da cidade e ainda não tiveram acesso à casa própria. Os contemplados se inscreveram no programa e participaram de sorteios classificatórios.

Revitalização de áreas centrais

O empreendimento integra a Parceria Público-Privada do Centro, que, segundo a Secretaria, é a primeira PPP de habitação de interesse social do país (HIS), “dedicada à oferta de moradias, aprimoramento da infraestrutura de serviços e equipamentos públicos e a revitalização de áreas do centro da cidade de São Paulo”.

Flavio Amary, secretário de Habitação: projeto inovador em conjunto com a iniciativa privada

"As obras da PPP da Habitação seguem avançando com um novo empreendimento residencial de alta qualidade, agora para beneficiar 417 famílias e revitalizar mais uma região do centro expandido de São Paulo. Além de gerar empregos na construção civil, o governo de São Paulo está atendendo a população que mais precisa com um projeto inovador em conjunto com a iniciativa privada", afirma Flavio Amary, secretário de Estado da Habitação.

A PPP da Habitação é um projeto desenvolvido para repovoar, revitalizar e modernizar o Centro Expandido da capital, aproveitando a infraestrutura existente para ocupar áreas ociosas e reduzir o deslocamento de trabalhadores.

O projeto é direcionado a quem trabalha na área central da cidade, não podendo ser proprietário e/ou possuir financiamento de imóvel residencial em qualquer parte do território nacional e/ou ter sido atendido anteriormente por programas habitacionais.

A PPP da Habitação prevê a construção de 3.683 unidades, sendo 2.260 unidades de HIS e 1.423 unidades de habitação de mercado popular – HMP.

Até agora já foram entregues 1.653 habitações de interesse social na região central da capital e promovidas a revitalização da Praça Júlio Prestes e a reforma do 2º Grupamento da unidade do Corpo de Bombeiros, além de ter sido entregue à população a creche municipal Nova Luz, para 162 crianças de 0 a 3 anos e 11 meses.

A Usina de Asfalto (ver detalhe) foi desmontada, e o terreno passou por processo de descontaminação


Comentários

+VISITADOS

Terreno da Usina de Asfalto dá lugar a 417 unidades de habitação popular

Mais uma rua da Barra Funda implanta Vizinhança Solidária